2016-12-20 - Galileo entra em ação!


A partir de 15 de dezembro de 2016, os serviços iniciais do sistema europeu de navegação por satélite Galileo podem ser utilizados por autoridades públicas, empresas e cidadãos.

Com a Declaração de Serviços Iniciais, que será oficialmente lançada pela Comissão Europeia em Bruxelas em 15 de dezembro, o Galileo começará a prestar, conjuntamente com o GPS, os seguintes serviços gratuitos:

Apoio às operações de emergência: atualmente são precisas horas para encontrar uma pessoa perdida no mar ou na montanha. Com o serviço de busca e salvamento (SAR), é possível encontrar e salvar mais rapidamente alguém que peça socorro a partir de uma baliza de emergência compatível com o Galileo, uma vez que o tempo de deteção será reduzido para apenas 10 minutos. Este serviço deverá ser posteriormente melhorado, passando o autor da chamada de emergência a receber uma notificação de que foi localizado e de que a ajuda vai a caminho.
Navegação com maior precisão para os cidadãos: o serviço aberto do Galileu oferecerá um serviço gratuito ao grande público no setor do posicionamento, navegação e cronometria, que pode ser usado por circuitos integrados compatíveis com o Galileo em telemóveis inteligentes ou em sistemas de navegação para automóveis. Desde o outono de 2016, existem no mercado vários telemóveis inteligentes que podem agora usar os sinais para indicar posições mais precisas. Em 2018, o Galileo estará instalado em todos os novos modelos de automóveis vendidos na Europa, o que permitirá fornecer serviços de navegação de maior qualidade para serem utilizados por diversos dispositivos e lançar o sistema de resposta de emergência eCall. Os utilizadores de dispositivos de navegação nas cidades, onde é frequente que os sinais de satélite sejam bloqueados pelos edifícios altos, irão beneficiar particularmente do aumento da precisão de posicionamento permitida pelo Galileo.
Melhor sincronização temporal das infraestruturas fulcrais: com os seus relógios de alta precisão, o Galileo permitirá uma sincronização temporal mais eficaz das operações bancárias e financeiras, das telecomunicações e das redes de distribuição de energia, como as redes inteligentes, que poderão funcionar, assim, de forma mais eficiente.
Serviços seguros para as autoridades públicas: o Galileo apoiará também as autoridades públicas, como serviços de proteção civil, serviços de ajuda humanitária, funcionários das alfândegas e polícia, através do serviço público regulamentado. Proporcionará um serviço inteiramente cifrado e particularmente sólido aos utilizadores governamentais durante emergências nacionais ou situações de crise, como ataques terroristas, a fim de assegurar a continuidade dos serviços.
A Declaração de Serviços Iniciais do Galileo significa que os satélites e as infraestruturas terrestres do Galileo estão agora operacionais. Estes sinais serão extremamente precisos, mas não estarão permanentemente disponíveis.

É por este motivo que, durante a fase inicial, se utilizarão os primeiros sinais do Galileo em conjugação com outros sistemas de navegação por satélite, como o GPS.

Nos próximos anos serão lançados novos satélites para aumentar a constelação Galileo, que irão melhorar gradualmente a sua disponibilidade em todo o mundo. Espera-se que a constelação esteja concluída em 2020, altura em que o Galileo atingirá a plena capacidade operacional.

http://europa.eu/rapid/press-release_IP-16-4366_pt.

Voltar
 
© 2013 - Oficina - Escola Profissional do Colégio das Caldinhas by gobox.pt
Financiado pela União Europeia