2016-03-13 - Procurar trabalho no estrangeiro. Transferência das prestações de desemprego


Procurar trabalho no estrangeiro. Transferência das prestações de desemprego

Normalmente, para poder receber o subsídio de desemprego tem de permanecer no país que lhe paga essa prestação.
Contudo, em determinadas condições, pode deslocar-se para outro país da U.E (neste caso, os 28 Estados-Membros da UE e ainda Islândia, Listenstaine, Noruega e Suíça) para procurar trabalho e continuar a receber o subsídio de desemprego do país onde ficou desempregado.
Pode permanecer no outro país até 3 meses, mas os serviços de emprego do país que paga o subsídio podem autorizar que prolongue a sua estadia nesse país até um máximo de 6 meses, se assim o solicitar.
Apenas o pode fazer se estiver:
• em situação de desemprego completo (não em situação de desemprego parcial ou intermitente) e
• tiver direito a receber o subsídio de desemprego no país onde ficou desempregado.
Mais informação em:
http://europa.eu/youreurope/citizens/work/job-search/transferring-unemployment-benefits/index_pt.

Voltar
 
© 2013 - Oficina - Escola Profissional do Colégio das Caldinhas by gobox.pt
Financiado pela União Europeia